Os 6 passos para iniciar sua startup de forma eficiente

os-6-passos-para-iniciar-sua-startup-de-forma-eficiente

Os 6 passos para iniciar sua startup de forma eficiente

Passo 1 – Brainstorm é a melhor fonte de ideias

 

Toda startup nasce de uma boa ideia. Muitas vezes, no entanto, é difícil definir quais são as melhores ideias e quais são os elementos que não trarão os resultados esperados. Os especialistas destacam que, com cuidado e comprometimento, quase todas as ideias podem ser transformadas em negócios rentáveis.

 

Se você tem sócios ou parceiros de negócios, uma sessão de Brainstorm pode ser também a oportunidade ideal para colocar as ideias em uma lista e também partilhar os pensamentos. Escolha um ambiente tranquilo, onde será possível conversar sem interrupções, e tenha papel e caneta para anotar as ideias. Vale também gravar as ideias em áudio ou vídeo.

 

Escolhidos os conceitos mais interessantes, é importante avaliar quais são os competidores diretos na área de atuação que escolheu, visando descobrir o que os líderes do segmento estão fazendo. Isso será de grande valor para identificar quais são as táticas que funcionam melhor e também para descobrir como você pode se destacar, especialmente em um mercado muito concorrido.

 

Ao identificar uma ideia ou método de negócios que você acredita trazer seu diferencial, você estará pronto para elaborar seu plano de negócios.

 

Passo 2 – Elaborando seu Plano de Negócios (Mas cuidado para não exagerar)

 

Como já explicamos mais acima, todo projeto de startup começa com uma boa ideia. Talvez seja algo que você conheça todos os detalhes e seja especialista ou talvez seja uma maneira de suprir um vazio do mercado que você identificou, até mesmo por uma experiência própria.

 

De qualquer maneira, é praticamente certo que uma boa ideia pode ser transformada em um bom empreendimento, mas é necessário atenção e comprometimento. Depois de realizar o brainstorm e identificar as ideias mais interessantes, é chegada a hora de elaborar o plano de negócios de seu empreendimento.

 

Listamos algumas das perguntas mais importantes para se fazer ao elaborar seu plano de negócios. Confira os questionamentos que você deve fazer para fazer o plano de negócios ser realmente efetivo:

 

  • Quais os objetivos de seu projeto ou empreendimento?
  • O que você está vendendo aos seus futuros clientes?
  • Como você irá financiar os projetos de sua startup?
  • Quais são seus objetivos a longo prazo para seu projeto?
  • Você está determinado a obter o sucesso?
  •  

    Cada uma dessas perguntas permitirá que você identifique elementos importantes no planejamento de seus empreendimentos e também facilitará o desenvolvimento de seu plano de negócios.

     

    No entanto, como dissemos anteriormente, tenha o plano de negócios como base para seu projeto, mas não deixe que ele engesse ou limite seu potencial.

     

    Passo 3 – Organize suas finanças e aprenda a calcular suas despesas

     

    Um elemento fundamental para o desenvolvimento bem-sucedido de uma startup é o cálculo correto e cuidadoso das finanças e o controle positivo das despesas, já que muitas vezes os recursos financeiros são limitados e as despesas têm que ser contidas e controladas.

     

    O primeiro passo para garantir que você tenha sucesso ao iniciar sua startup é saber exatamente quais são as condições financeiras do projeto: definir quais são os valores, em espécie ou em investimentos, que poderão ser alocados para o projeto; analisar quais são as melhores fontes de investimento e ou aporte financeiro para seu projeto; analisar quais serão os custos iniciais e mensais de operação; realizar uma estimativa realista de quanto tempo levará até seu empreendimento atingir o Break-Even, ou seja, até que ela comece a pagar suas despesas completamente.

     

    Um erro muito comum dentre os empreendedores de primeira viagem está na utilização inadequada dos recursos, na alocação inferior ao necessário de recursos financeiros ou mesmo em cálculos que pecam pelo otimismo de mercado, já que essas situações podem gerar problemas de ordem financeira e até mesmo impossibilitar seu desenvolvimento.

     

    Se você planeja transformar seu projeto de startup em um trabalho de tempo integral ou sua fonte principal de renda, é interessante realizar cálculos de mercado para saber em quanto tempo, no mínimo, você poderá se manter apenas com os resultados de seu empreendimento.

     

    Uma dica de ouro para os empreendedores é saber quando contar com empréstimos, aportes financeiros e aceleradoras de negócios. Trataremos mais detalhadamente das aceleradoras em nosso próximo capítulo.

     

    Passo 4 – Escolha seus companheiros de empreendimento

     

    Enquanto muitas pessoas acreditam que as startups são feitas de ideias e de dinheiro (o que não está totalmente errado), os especialistas destacam que parte fundamental do sucesso de um empreendimento está nas pessoas escolhidas para lhe acompanhar nesse projeto.

     

    A menos que você esteja planejando ser o único empregado de sua startup (o que pode limitar seu projeto a médio e longo prazo), você deverá escolher companheiros e colaboradores para dar prosseguimento ao seu projeto e colocar o plano de negócios em prática.

     

    Grandes nomes do empreendedorismo mundial destacam que o sucesso de uma startup está vinculado à dar a mesma atenção ao processo de escolha dos colaboradores do que a dispensada na escolha dos produtos ou serviços que seu empreendimento irá oferecer.

     

    Alguns elementos permitem escolher os colaboradores de maneira mais fácil e dinâmica:

     

    •  Identifique a equipe fundamental – quais são os colaboradores essenciais para colocar o projeto em andamento?
    •  Entenda os espaços vagos em sua equipe e defina prazos para que eles sejam preenchidos – quanto tempo você tem até encontrar o colaborador ideal para a função X ou Y? Quanto sua ausência interfere no planejamento ou desenvolvimento do projeto?
    •  Qual a melhor maneira de desenvolver o trabalho em equipe? Vale a pena apostar em um local de trabalho conjunto ou é melhor apostar no home office?
    •  Seus colaboradores entendem os objetivos e ideias de sua startup?
    •  Qual o motivador ou diferencial que você pode oferecer para os colaboradores de seu projeto?

     

    Saber definir a importância de seus colaboradores, estruturar suas tarefas e papéis de forma orgânica e inteligente e estar aberto ao novo é fundamental para que sua startup tenha potencial de crescimento.

     

    Passo 5 – Quem não é visto não é lembrado – MESMO!

     

    Já dizia o ditado antigo que “quem não é visto não é lembrado” e, em tempos de redes sociais e de conectividade global, esse ditado ganhou ainda mais validade. Se você deseja que seu projeto de empreendimento ou sua startup ganhem destaque no mercado, é fundamental que você seja reconhecido pelos seus clientes em potencial.

     

    O primeiro passo está em desenvolver a persona pública de sua startup, ou seja, qual será a metodologia, o tipo de diálogo e o tipo de contato esperado com seu cliente, visando potencializar sua interação. Também é interessante definir qual a persona ou personas que você deseja atingir, tornando a comunicação mais efetiva e eficiente.

     

    Um website bonito e eficiente é interessante para oferecer seus produtos ou serviços, mas também é fundamental que você tenha presença digital nas redes sociais. Perfis do Facebook, do Twitter, do LinkedIn e do Instagram estão entre as ferramentas mais utilizadas para a divulgação de empreendimentos e que são recomendadas pelos maiores especialistas em marketing digital.

     

    Você pode utilizar as redes sociais e a internet para desenvolver a marca e seu nome; avaliar personas de público e resposta aos seus produtos e ou serviços; realizar feedback e analisar reclamações; realizar promoções e eventos; interagir diretamente com seu público.

     

    Também é interessante que você tenha em mente que o marketing não é apenas um elemento adicional em uma startup, mas peça fundamental para que você se destaque e ganhe espaço no mercado.

     

    Passo final – Não tenha medo de crescer e de fazer sucesso

     

    Esse pode parecer um título contraditório, já que o objetivo de uma startup é crescer e fazer sucesso, não é? No entanto, muitas vezes os empreendedores acabam por se assustar com a perspectiva de crescimento ou pela possibilidade de obtenção de sucesso.

     

    Isso pode ser tão ou mais danoso para uma startup do que o medo do fracasso, já que o medo do sucesso pode fazer com que você fique estático em sua zona de conforto ou tenha medo de inovar. Em um ponto mais avançado, isso pode significar ineficiência em acompanhar as mudanças de mercado e acabar por levar seu projeto ao fracasso.

     

    Quando as oportunidades de crescimento baterem à sua porta, seja de forma educada e ao longo de meses ou anos; seja de súbito e chutando a porta da frente, não tenha medo de encarar sua oportunidade de frente.

     

    Só você é responsável por buscar seus objetivos!

     

    Este texto foi retirado do nosso ebook O Manual da Startup de Sucesso

    Clique Aqui para acessar o ebook gratuito

     

    Felipe La Porte

    Formado em Comunicação e Marketing pela ESPM-SP é responsável por Marketing e Growth @ Criar.me e é apaixonado por Cultura e Estratégias Digitais, Esportes e Livros.