3 Hábitos para exercer sua Liderança

3-habitos-para-exercer-a-lideranca

3 Hábitos para exercer sua Liderança

Proatividade

 

A primeira coisa que deve ser digerida por quem quer ser verdadeiramente independente é que nós somos, em todos os aspectos, o protagonista da nossa própria vida; e, se estamos aonde estamos atualmente, é porque deixamos que isso acontecesse através das decisões que tomamos ao longo do caminho. Tomando atitudes diferentes, contudo, é possível alcançar, também, lugares diferentes. O primeiro passo, portanto para nos tornamos independentes é ter a proatividade de lutar para que algo aconteça, em vez de ficar esperando que algo aconteça. É entender e ter a clareza que nós somos os últimos responsáveis por cada pequeno acontecimento à nossa volta, e que, sendo proativos, podemos fazer com que a vida siga o rumo que ultimamente desejamos.

 

Começar com o fim em mente

 

Como você gostaria de ser lembrado pela sua família e parentes? Pelos seus amigos? Pelos seus colegas de trabalho? O que você gostaria que eles falassem sobre você? Qual o legado que você quer deixar para outras pessoas? Pensar nessas questões nos ajudam a compreender o que realmente damos valor em nossas vidas, e é extremamente importante que a nossa vida seja vivida em função disso o que realmente é importante para nós.

 

Da mesma forma que “Missão, visão e valores” são elaborados para empresas, se você quer empreender, você deve, em primeiro lugar, definir isso para você também, juntamente com os seus objetivos da sua vida. Todas as suas decisões devem ser baseadas nos seus valores, e levando em conta que você está cumprindo com a sua missão e que suas ações o levarão a alcançar a sua visão.

 

Sempre, ao começar a fazer algo (e também ao longo do caminho) você deve ter em mente aonde você quer chegar, e porque você está fazendo isso. Isso o ajudará a enfrentar os momentos difíceis, que invariavelmente virão, e irá te dar o norte nos momentos de calmaria. É importante sempre manter os seus valores, pois esses são sua essência irão te guiar durante todo o percurso sobre como aproveitar o melhor de si mesmo.

 

Primeiro o mais importante

 

Tudo que fazemos na nossa vida pode ser encaixado nas seguintes categorias:
“Importantes” e “Não importantes”, e “Urgentes” e “Não urgentes”, de forma que podemos construir a seguinte tabela:

 

captura-de-tela-2016-12-22-as-15-28-35

 

Para que você se torne independente de uma maneira eficaz, você deve focar, cada vez mais, em deixar todas as suas tarefas no 2º quadrante de importante e não urgente.
Pense da seguinte forma: Não há dúvida que sempre devemos fazer o que é mais importante, e dentro das coisas importantes, existem as coisas urgentes e não-urgentes. Se algo é importante e urgente hoje, é porque algum dia ela foi só importante, mas não urgente – mas não foi tratada com a devida atenção.

 

Pense, por exemplo, na saúde. Para boa parte dos leitores, a cuidar da saúde não é uma urgência, apesar de ser importante. E mesmo sendo importante, muitas pessoas a negligenciam – passam anos sem exercício, com uma má alimentação, stress, e outros hábitos pouco saudáveis – até o ponto de tornar-se urgente. O mesmo ocorre, em escalas menores, em todas as tarefas da sua vida.

 

Gastar tempo com questões importantes e não urgentes é um hábito sempre usado por grandes líderes e que te trará muito mais eficácia no seu dia-a-dia.

 

Confira mais textos como este em nosso ebook recém publicado O Manual da Startup de Sucesso

Clique Aqui para acessar o ebook gratuito

 


Also published on Medium.

Cesar Vargas